8.1.12

DIA MUNDIAL DOS MICROORGANISMOS

MENU DE DEGUSTAÇÃO
MICRO-BIOLÓGICO


Chef Ró [aka Chef Raw]
feat. Prado/espaço ruminante
feat. Pavilhão do Conhecimento/Ciência Viva



ATENÇÃO!


Os seguintes micro-pratos foram fabricados com base em soluções bacterianas altamente contagiosas (e contagiantes), na sua grande maioria mortais. O Chef Ró [aka Chef Raw] aconselha a administração imediata dos anti-virais, anti-fúngicos e anti-parasitários disponibilizados pelo staff científico, não se responsabilizando, portanto, por mortes súbitas e outras catástrofes mais ou menos patológicas. Para mais informações sobre os organismos unicelulares e procariontes utilizados nestas receitas, é favor consultar este blog. Chef Ró [aka Chef Raw] não é uma marca registada. O seu objectivo basilar é fazer ascender a arte à categoria de gastronomia; o contrário já foi feito.



I.
OPARIN ON THE ROCKS, SHAKEN, NOT STIRRED
Caldo iniciático, agri-doce-primitivo (e alcoólico)

Cocktail aperitivo

Ingredientes: Rosé, hortelã, xarope de açúcar, gelo, sumo de romã, balsâmico de gengibre, vinagre de romã, pérolas japonesas de morango, caster sugar, baunilha, essência de baunilha, essência de morango, gengibre cristalizado, almofariz & pistilo, proveta, palito de madeira.



II.
COLHER CHEIA DE MYXOMYCETES e OOMYCETES
Creme de fungos venenoso

Amuse-bouche mortal com antídoto

Ingredientes: (colher) Cogumelos shiitake, porcini e pleurotus desidratados, azeite trufado, cogumelos chiodini, batata, cebola, alho, sementes de sésamo negro, spaghetti nero di sépia, natas frescas, creme fraîche, cebolinho, bico de Bunsen, bureta, colher. (antídoto) água purificada, sumos de uva preta, uva branca, pêssego e limão, extracto de sumo de maçã, chá verde em pó, ginseng, damiana, conta-gotas.



III.
GRANIZADO DE MICROORGANISMOS EXTREMOFÍLICOS
Neve do Árctico infectada com micróbios que adoram habitats extremos

Intermezzo glaciar

Ingredientes: Sumo de toranja rosa, água, caster sugar, hortelã, licor de laranja, gummy bears, compota de morango, condensador, azoto líquido, copo de plástico.



IV.
FLEXIBACTER MARITIMUS
Esparguetes de salmão nadando em água do mar contaminada

Entrada altamente contagiosa & respectivo anti-parasitário

Ingredientes: (esparguetes de salmão em água do mar) Salmão fumado, bouillon de peixe, algas marinhas, escamas de sal marinho com algas, agar-agar, cebolinho, azeite, açafrão, vinho branco, corante natural, queijo-creme, seringa, tubo de plástico, gelo, gobelé, palito de metal. (anti-parasitário) Melaço de romã, açúcar mascavado, sumo de lima, água purificada, conta-gotas.



V.
SOLUÇÃO DE AMIBAS TRICOLORES
Pasta patogénica recheada com creme de queijo cromaticamente alterado

Intermezzo em avançado estado de putrefacção

Ingredientes: Orecchiete, trufa negra, azeite, especiarias, tomate seco, mascarpone, quark, corantes naturais (azul, vermelho e amarelo), sal marinho, pimenta rosa, pesto, folha de alumínio, colorímetro.



VI.
REINO DOS PROTOZOÁRIOS NA FORMA DE PRESENTE ENVENENADO
Risotto fatal de algas unicelulares crisófitas, euglenófitas e pirrófitas

Prato principal mas que se come (e se morre) de uma só dentada + Anti-fúngico ultrapotente

Ingredientes: (risotto) Risotto arboreo, azeite, cebola, aipo, manteiga biológica, natas, gema de ovo, bouquet de algas marinhas variadas, rama de funcho, bouillon de vegetais (cebola, aipo, cenoura), parmeggiano, alga nori, cebolinho, lamela de vidro, bico de Bunsen, bureta. (anti-fúngico) Água purificada, concentrado de groselha, sumos naturais de lima, limão e tangerina, licor de rosas, conta-gotas.



VII.
SARCINAS DE STAPHYLOCOCCUS
Fermentação de bichos lácteos que se juntam às sarcinas (quadrados)

Avant-postre com sabor a coco (do latim inventado ‘coccus’)

Ingredientes: Gelatina branca, leite de coco, iogurte grego, aroma natural de coco, leite de soja, açúcar em pó, vagem de baunilha, coco ralado, concentrado de morango cintilante, sumo de limão, pipeta volumétrica, gobelé, colher de plástico.



VIII.
BACILOS (COM FLAGELO) A CHAPINHAR NO SEU PRÓPRIO CIT(R)OPLASMA
Bactérias cilíndricas vigiam o seu habitat cítrico contra catástrofes humanas

Sobremesa mortal que actua ao primeiro contacto com as papilas gustativas

Ingredientes: Maçã verde, sumos de lima e de limão, raspa de lima, natas, açúcar mascavado, canela, bagas goji maceradas em mel e limão, palitos de chocolate negro, sementes de papoila, compota de clementina, especiarias, orange jam, colher de plástico, vidro de relógio, frasco lavador.



IX.
ANTIBIÓTICO
Prescrição exacta (by Dr. Raw) que vence todas as doenças anteriores; é tomar ou morrer

(In-)digestivo final auto-injectável

Ingredientes: espumante, licor de limão verde, blue curaçao, açúcar líquido, gelo, sumo de limão, corantes naturais, vagem de baunilha, amaretto, almofariz & pistilo, erlenmeyer, seringa.



31 de Julho de 2010

Agradecimentos: Cooking Lab + Assistentes de cozinha Cláudia Jardim, Cátia Pinheiro e José Nunes + Staff científico Patrícia Portela e Isabel Garcês.

7.1.12

RØCIPES

Almôndega de Alheira
Compota de Cebola Caramelizada
Laranja de Amares


Alheira de caça levada ao lume forte até abrir. Duas mãos molhadas fabricam esferas de miolo de alheira com um diâmetro de mais ou menos 4 centímetros. Cebola vermelha laminada finamente crepita num golpe de azeite. Macia, leva com uma primeira chuva de açúcar branco e uma pitada de sal. Ligeiramente caramelizada e fumegante, refresca-se com cerveja, que reduz, concentrando os sabores e tonificando o caramelo. Em lume brando, a cebola deixa-se gelificar em mais açúcar, desta vez mascavado. Reservada a compota, a laranja de Amares deixa-se laminar em gomos finos. As esferas de alheira entretanto arrefecidas são envoltas em ovo batido primeiro e em pão ralado depois; fritas em óleo quente, vão a dormir na cama de compota, com a laranja a servir de almofada. Uma folha de manjericão pode ser o ambientador.

6.1.12

BOLLYFOOD™

Almôndegas de Tâmaras
& Água de Rosas



Carne de vaca de sublime qualidade picada e amassada à mão com 1 ovo inteiro, 2 dentes de alho transformados em puré com uma pitada de sal marinho e as costas de um garfo, uma mão cheia de ervas aromáticas frescas e picadas, outra mão cheia de pão ralado, e uma última de tâmaras descaroçadas e picadas medianamente. Gotas comedidas de água de rosas. Golpe de azeite. Pimenta preta do moinho. 10 minutos ininterruptos de massagem. 1 minuto de repouso. Mãos untadas em água fria para moldar esferas com mais ou menos 4 centímetros de diâmetro, que são depois ligeiramente encasacadas numa película finíssima de pão ralado, e fritas em óleo abundante e quente a seguir. Servidas mornas e comidas com os dedos, molhadas em tzatziki a gosto.




Prato confecionado para o evento "Bollyfood™", um menu americano-indiano para o lançamento do vynil "Demo, um musical Teatro Praga".

Abril 2010